Seminário Ciência e Tecnologia Pública: caminho para uma sociedade igualitária

cartaz_final_web (2)_2

A recente aprovação da Lei 13.243/2016, denominada “Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação”, abre as portas para a privatização do ensino superior e da pesquisa pública brasileira.

Esta Lei prevê que os Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT) das Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT)poderão ter estatuto de direito privado, vindo a receber recursos públicos para pesquisas privadas; utilizar mão de obra especializada (pesquisadores e técnicos) pagos com recursos públicos; e ter acesso à infraestrutura pública em atividades de pesquisa para interesses exclusivos de empresas privadas.

A implementação dessa lei representará o desmantelamento do caráter público do ensino superior e da pesquisa do país, contrariando os interesses dos trabalhadores e da maioria da sociedade brasileira em favor do capital privado e das transnacionais.

Tendo em vista a grave ameaça ao conhecimento e à ciência do nosso país, é fundamental uma ampla mobilização em defesa da “Ciência e Tecnologia Pública” voltada às necessidades da maioria da sociedade brasileira.

Preocupadas com essa situação, as instituições e entidades que promovem o evento “Ciência e tecnologia pública: caminho para uma sociedade igualitária” convidam os trabalhadores, estudantes, professores, pesquisadores e a sociedade em geral para fortalecer esse movimento em defesa do caráter público do conhecimento, da ciência e da tecnologia de nosso país.

Anúncios

  1. Sobre a importância da Ciência e Tecnologia sob financiamento público, sugiro que visitem meu blog: http://www.carambatatasemvirus.blogspot.com.br , onde apresento exemplos da contribuição da tecnologia que geramos, sob o título: Tecnologia do Broto/batata-semente.

    Vantagens>
    1- aumento na taxa de produção de semente de batata (Solanum tuberosum) livre de vírus e outros patógenos;
    2- aumento esse feito com produto que era descartado dos tubérculos de batata que são importados anualmente, para reposição dos estoques básicos de semente livres de vírus. As centenas de milhares de brotos (toneladas) que mundialmente são consideradas descarte; material sem valor, sem utilidade, passa a ser nova (inovador e pioneiro) semente;
    3- redução do frete de importação com avanços que estamos fazendo, junto ao MInistério da Agricultura, para importação do broto/batata-semente (via UPS, SEDEX. DHL, FEDex, etc) , como alternativa ou em substituição ao convencional tubérculo/batata-semente (navio refrigerado etc); e
    4- maior defesa sanitária vegetal, na medida em que brotos reduzem risco de introdução de solo, aderido aos tubérculos e , portanto menos risco de novos fungos, bacterias e nematoides na agricultura brasileira. Conclusão: Aproveitar o descarte de semente importada anualmente (gastos de aproximadamente US$6.600.000,00 -seis milhões e meio de dolares ) por ano, para fazer mais semente de batata, com igual ou maior sanidade, gerando emprego e diminuindo riscos de introdução de patógenos na agricultura brasileira, bem como diminuindo a demanda da batata-semente importada (economia de divisas ao Brasil), é algo que somente a pesquisa em orgão público como APTA- Instituto Agronômico de Campinas (IAC), pode fazer e ter competência e capacidade para levar avante e tronar aplicável (transferir para o produtor).

    Mais informações: http://www.carambatatasemvirus.blogspot.com.br

    Atenciosamente

    José Alberto Caram de Souza Dias (Eng. Agr. PhD)
    Pesquisador Científico – Virologista
    APTA/IAC – CPDFitossanidade (www.iac.sp.gov.br)
    1302-902 – Campinas, SP
    Phones (55) 19-32021767 ou cel 19-995229669
    e-mail : jcaram@iac.sp.gov.br ou jcaramsouzadias@gmail.com
    blog google: “carambatatasemvirus.blogspot.com.br

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s