Chamada às pressas, audiência discute venda de imóveis públicos nesta quinta (18)

Foto: reprodução RBA - Flickr/Secretaria da Agricultura de SP Proposta de Alckmin é vender 79 imóveis em todo o estado, onde funcionam escolas e laboratórios de pesquisa agrícola
Foto: reprodução RBA – Flickr/Secretaria da Agricultura de SP
Proposta de Alckmin é vender 79 imóveis em todo o estado, onde funcionam escolas e laboratórios de pesquisa agrícola

PL 328/2016, que autoriza de venda de 79 imóveis listados e permite a venda ou concessão de outros conforme decisão única do Executivo estadual, será discutido pela sociedade às vésperas da votação

Por Cida de Oliveira, da RBA

São Paulo – O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Fernando Capez, publicou hoje (17) no Diário Oficial comunicação sobre a realização de audiência pública nesta quinta-feira (18) para discutir o Projeto de Lei 328/2016. O debate será às 15 horas, no auditório Paulo Kobayashi.

Reivindicada por pesquisadores, pessoal de apoio, sindicatos e representantes de pequenos produtores rurais desde que o projeto foi enviado à Assembleia, em abril, a audiência pública é a única oportunidade que terão para apresentar propostas ao projeto de autoria do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que autoriza a venda de 79 imóveis distribuídos em vários municípios. Em grande parte desses imóveis funcionam laboratórios de pesquisa de tecnologia agropecuária.

A realização da audiência é também motivo de disputas na Justiça envolvendo o PL. Em 7 de junho, o Tribunal de Justiça acolheu mandado impetrado pelo deputado Carlos Neder (PT), sustando a tramitação. O parlamentar argumentou que a inclusão da proposta na ordem do dia, sem realização de audiência pública com a comunidade científica, fere os requisitos previstos no artigo 272 da Constituição Estadual de 1989.

Pela lei, o patrimônio físico, cultural e científico dos museus, institutos e centros de pesquisa da administração direta, indireta e fundacional são inalienáveis e intransferíveis sem audiência da comunidade científica e aprovação prévia do Poder Legislativo.

No começo de agosto, porém, o desembargador Carlos Bueno, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) voltou atrás de sua decisão e acatou recurso do governo paulista, liberando a tramitação. De acordo com o magistrado, a legislação paulista determina a realização de audiência pública, mas não determina se deverá ocorrer antes ou após a votação do projeto.

A imprecisão da lei, no entanto, não pode ser usada para manobras do governo, que pretende aprovar o projeto o quanto antes, e sem debate com a sociedade. Segundo a advogada da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC) Helena Goldman pelo raciocínio propedêutico, lógico, que norteia o objetivo de ouvir a opinião da sociedade, audiências têm de ser prévias.

“Em todos os órgãos é assim. Não tem sentido audiências posteriores, que seriam apenas uma chancela aos interesses do governo. Não tem raciocínio lógico. Mas é com base nisso que a procuradoria da Assembleia advoga que possa ser antes ou depois”.

Neder, que coordena os trabalhos da Frente Parlamentar em Defesa dos Institutos de Pesquisa e Fundações ligadas ao estado, diz que há ainda esforços na Justiça na tentativa de suspender a votação do projeto para maior tempo para debates.

O que está em jogo, segundo pesquisadores e parlamentares, vai além dos 79 imóveis listados em anexos ao projeto de Alckmin. “O artigo 11 concede autorização definitiva para o executivo, sem consultar o legislativo, de vender áreas menores de 5 mil metros quadrados. A partir da aprovação do PL, já não precisará mais aprovar projetos de lei para autorização de venda de áreas que estejam até 5 mil metros”, disse Neder.

Para o parlamentar, o PL 328 está diretamente ligado à visão do governo Alckmin quanto à condução do sistema paulista de ciência, tecnologia e inovação, que está em discussão. “É a relação público privada e o papel do estado na gestão das políticas públicas para o setor”.

Texto publicado originalmente no site Rede Brasil Atual, em 17 de agosto de 2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s