Debate sobre a Lei Paulista de Inovação na ALESP, dia 16

Anúncios

Movimentos apostam no 15 de março para barrar ‘reformas’ de Temer

Foto: Roberto Parizotti/CUT – Reprodução RBA.
Inúmeras categorias já confirmaram participação nos atos, paralisações e protestos da próxima quarta, que têm como objetivo influenciar o Congresso Nacional

RBA

São Paulo – Centrais sindicais e movimentos populares apostam no dia nacional de paralisação, nesta quarta-feira (15), para influenciar as votações no Congresso – com maioria governista, mas bases divididas – contra as propostas de reformas trabalhista e da Previdência Social. “Temos condições de transformar o 15 de março numa trincheira em defesa da aposentadoria como política pública e parte da seguridade social e não um ativo para ser comprado em agência bancária”, diz o presidente da CUT, Vagner Freitas, para quem a mobilização nos estados, via comitês, ajuda a pressionar os parlamentares. Segundo ele, as reformas complementam o golpe iniciado com o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Continuar lendo Movimentos apostam no 15 de março para barrar ‘reformas’ de Temer

Reunião do Fórum Paulista de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos

Nesta terça-feira, dia 14, ocorre a 1ª reunião do ano do Fórum Estadual de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos.

A reunião está marcada para às 9h30, no auditório Luís Felippe França Ramos, que está localizado na sede da Procuradoria-Geral de Justiça do Estado de São Paulo (rua Riachuelo, 115, 9º andar, São Paulo).

Na reunião haverá deliberação sobre o Plano Anual de Ação do Fórum Paulista para 2017.

Depois da Cedae, o alvo destrutivo de Pezão e Temer é a ciência e tecnologia

Reprodução GGN
Reprodução GGN

Por Roberto Bitencourt da Silva

O ilegítimo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), já com mandato cassado pelo TRE/RJ, tem demonstrado absoluto desprezo pelos servidores e serviços públicos. Sobretudo às instituições da Ciência e Tecnologia (Uerj, Uenf, Faetec, Cecierj, Uezo, Proderj e Faperj).

Continuar lendo Depois da Cedae, o alvo destrutivo de Pezão e Temer é a ciência e tecnologia

O desmonte da pesquisa agrícola

por Adilson Roberto Gonçalves

A capa da edição da Folha de S. Paulo de 19/2 faz chamada para a discussão sobre a fabricação de notícias falsas e, virando a página, depara-se com o artigo do Governador Geraldo Alckmin “Os desafios do agronegócio” no espaço Tendências/Debates. Uma inusitada combinação como presente para os leitores da Folha neste aniversário de 96 anos.

Continuar lendo O desmonte da pesquisa agrícola

Crise administrativa e financeira do Butantan se agrava e preocupa trabalhadores

Servidores temem pelo futuro do instituto público com fábricas paradas, irregularidades em contratos, demissões e falta de concursos que mantêm órgão na mira do Tribunal de Contas do Estado de SP

Reprodução RBA - Relatório de Atividades/Butantan Tribunal de Contas de São Paulo encontra irregularidades até em contratos para construção e reformas de fábrica de vacinas
Reprodução RBA – Relatório de Atividades/Butantan
Tribunal de Contas de São Paulo encontra irregularidades até em contratos para construção e reformas de fábrica de vacinas

por Cida de Oliveira, da RBA

São Paulo – Na semana em que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou parceria entre o Instituto Butantan e um órgão do Ministério da Saúde dos Estados Unidos para desenvolvimento da vacina contra o zika vírus, no valor de US$ 3 milhões, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) voltou a encontrar irregularidades em contratos na instituição de pesquisa vinculado à Secretaria de Saúde do governo tucano.

Continuar lendo Crise administrativa e financeira do Butantan se agrava e preocupa trabalhadores

Migração de AM para FM suspende renovação de rádios comunitárias, denuncia entidade

Governo federal suspendeu a operação de cerca de duas mil rádios comunitárias / USP Imagens
Reprodução Brasil de Fato. Foto: USP Imagens. Governo federal suspendeu a operação de cerca de duas mil rádios comunitárias

Por Lilian Campelo, Brasil de Fato

A suspensão de rádios comunitárias e a possibilidade do fechamento de mais de 2 mil emissoras são algumas das denúncias feitas pelo coordenador do Movimento Nacional de Rádios Comunitárias (MNRC), Jerry Oliveira. Ele afirma que cerca de 1.288 rádios tiveram seus contratos de renovação cancelados no governo de Michel Temer (PMDB). A transição da modulação AM para FM é um dos motivos para isso.

Continuar lendo Migração de AM para FM suspende renovação de rádios comunitárias, denuncia entidade