Dois anos de golpe: mais desempregados, menos carteira assinada

Mídia Ninja/Reprodução: País perdeu mais de 1 milhão de postos de trabalho formais em dois anos

Dois anos atrás, uma inesquecível sessão da Câmara dos Deputados autorizou o prosseguimento do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, sob pretexto de “pedaladas” fiscais, mas com um vasto repertório de ataques ao governo. Muitos se declaravam indignados com o aumento do desemprego. No 1º de Maio de 2016, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), por exemplo, disse se “solidarizar” com os mais de 10 milhões de desempregados no país, segundo ele vítimas da política econômica. Na mesma data, Marina Silva (Rede) disse que seria “o pior Dia do Trabalhador deste século”. Pois às vésperas do 1º de Maio de 2018, o número supera os 13 milhões.

Continuar lendo Dois anos de golpe: mais desempregados, menos carteira assinada

Anúncios

Privatização e ajuste fiscal: cartilha seguida por Temer é destrutiva ao país

Reprodução: RBA
Água, energia, recursos minerais, sistema financeiro… Temer acelera desconstrução do Estado

Privatizações das eras Collor e FHC transferiram 15% do PIB ao setor privado e desempregaram 546 mil trabalhadores, sem trazer crescimento econômico nem melhora nas contas públicas

Por Marcio Pochmann

A lógica de encanador (menos Estado, mais mercado) se tornou central na agenda do governo Temer. Com isso, a aposta da retomada econômica assentada na expansão do setor privado a partir do esvaziamento do setor público segue ativa enquanto embuste.

Continuar lendo Privatização e ajuste fiscal: cartilha seguida por Temer é destrutiva ao país