Pesquisadores do Museu Nacional e museólogos temem pelo futuro da pesquisa no país

Foto: Reprodução – Tânia Rego/Agência Brasil. Bombeiros tentam apagar o incêndio que atingiu o Museu Nacional no domingo (2)

Décadas de austeridade sobre o orçamento do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, instituição científica mais antiga do país, tiveram como consequência o incêndio que destruiu seu acervo, o maior de história natural e antropologia da América Latina, neste domingo (2). Indignados, pesquisadores e museólogos denunciam a negligência do poder público e temem pelo futuro da ciência e pesquisa no país.

Continuar lendo Pesquisadores do Museu Nacional e museólogos temem pelo futuro da pesquisa no país

Anúncios

Dois anos de um golpe que nos levou à barbárie

Por Fernando Brito

Hoje se completam dois anos que um circo comandado por Eduardo Cunha, então presidente da Câmara dos Deputados, desfechou um golpe contra a soberania do voto do povo brasileiro.

Continuar lendo Dois anos de um golpe que nos levou à barbárie

Dois anos de golpe: mais desempregados, menos carteira assinada

Mídia Ninja/Reprodução: País perdeu mais de 1 milhão de postos de trabalho formais em dois anos

Dois anos atrás, uma inesquecível sessão da Câmara dos Deputados autorizou o prosseguimento do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, sob pretexto de “pedaladas” fiscais, mas com um vasto repertório de ataques ao governo. Muitos se declaravam indignados com o aumento do desemprego. No 1º de Maio de 2016, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), por exemplo, disse se “solidarizar” com os mais de 10 milhões de desempregados no país, segundo ele vítimas da política econômica. Na mesma data, Marina Silva (Rede) disse que seria “o pior Dia do Trabalhador deste século”. Pois às vésperas do 1º de Maio de 2018, o número supera os 13 milhões.

Continuar lendo Dois anos de golpe: mais desempregados, menos carteira assinada

Eletrobrás, privatização bandida

Governo corre para vender, por ninharia, a empresa que controla os rios brasileiros. População opõe-se; e os países que privatizaram no passado, agora querem reestatizar

Por José Álvaro de Lima Cardoso

A essa altura dos acontecimentos está mais claro para boa parte dos brasileiros que, se os golpistas seguirem implantando o seu programa, passaremos a considerar a primeira onda neoliberal, que teve seu auge no governo Fernando Henrique Cardoso, um passeio no parque. Com o golpe e a aplicação de um ultraliberalismo agressivo, que nem o FMI recomenda mais, o Estado foi colocado na condição de vilão e principal causador da crise econômica. Continuar lendo Eletrobrás, privatização bandida

‘A entrega do pré-sal é um dos pilares do golpe’

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil. Leilão do pré-sal, realizado na sexta-feira (27): governo entregou o óleo do pré-sal por menos de 1 centavo o litro

Representantes da categoria voltam a se reunir com a empresa na próxima sexta-feira. “Querem desestruturar o nosso acordo”, afirma o coordenador da FUP

por Redação RBA

São Paulo – Na última sexta-feira (27), mesmo dia em que seis campos do pré-sal eram arrematados em leilão, a Petrobras marcava nova rodada de negociação com os petroleiros, na tarde da sexta que vem, no Rio de Janeiro. O coordenador da Federação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel, lembra que o principal desafio, neste momento até mais importante que a questão do índice de reajuste, é manter direitos do acordo coletivo de trabalho que a empresa quer alterar ou suprimir.

Continuar lendo ‘A entrega do pré-sal é um dos pilares do golpe’

Temer suspende reajuste salarial e eleva contribuição previdenciária de Servidores

Por ANDES-SN

O presidente da República, Michel Temer, editou duas medidas provisórias (MP), com o objetivo de cumprir a meta fiscal para 2018. Uma delas, a MP 805/17, ataca profundamente os direitos dos trabalhadores, em especial, dos servidores públicos federais. A publicação das medidas ocorreu na segunda-feira (30), em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), e apenas uma semana após a votação que barrou, pela segunda vez, a denúncia contra Temer na Câmara dos Deputados. No mesmo dia, mais cedo, o Ministério do Planeamento já havia baixado novamente a previsão para o salário mínimo de 2018, passando de R$ 969 para R$ 965. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 937.

Continuar lendo Temer suspende reajuste salarial e eleva contribuição previdenciária de Servidores

Sucateamento da Uerj é visto como ataque a polo de pensamento progressista

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil. Com déficit para este ano em mais de R$ 500 milhões, se tornou impossível para a Uerj pagar salários e bolsas.

Com aulas e atividades novamente paralisadas, universidade chega a ponto crítico frente aos cortes orçamentários. Desmonte significa enfraquecer centro de referência em elaboração de políticas públicas

por Maurício Thuswohl, para a RBA

Rio de Janeiro – A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) está agonizando. Novamente com suas aulas e demais atividades paralisadas desde o dia 3 de outubro, a universidade – que este ano já figurou em dois rankings de excelência elaborados pela revista US News & World Report como a quinta melhor do Brasil e a décima primeira melhor da América Latina – sofre nos últimos anos com severos cortes orçamentários que agora chegam a um ponto crítico. Com déficit estimado somente para este ano em mais de R$ 500 milhões, se tornou impossível para a Uerj pagar salários e bolsas e manter projetos de pesquisa e o funcionamento de serviços básicos como segurança, limpeza e manutenção.

Continuar lendo Sucateamento da Uerj é visto como ataque a polo de pensamento progressista