A Lei 13.243, de 11 de janeiro de 2016, Novo Marco Ilegal e Imoral da Ciência, Tecnologia e Inovação

Artigo de Carlos Jorge Rossetto, resultado de sua participação no XIII Seminário Internacional  Nanotecnologia, Sociedade e Meio Ambiente (Seminanosoma) e publicado no livro A governança dos riscos socioambientais da nanotecnologia e o Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Continuar lendo A Lei 13.243, de 11 de janeiro de 2016, Novo Marco Ilegal e Imoral da Ciência, Tecnologia e Inovação

O desmonte do Instituto Agronômico de Campinas

Ingressei no Instituto Agronômico de Campinas em 1961, com 22 anos, e aposentei em 2009, faltando três dias para os 70 anos, devido à compulsória. Na década de 60, a Seção de Virologia do Instituto Agronômico de Campinas tinha nove pesquisadores. Participei em 1967 do Primeiro Congresso Brasileiro de Fitopatologia, realizado no auditório do pavilhão de Horticultura da ESALQ, em Piracicaba. Nesse Congresso de fitopatologistas de todo o Brasil, a equipe da Seção de Virologia do Instituto Agronômico apresentou cerca da metade de todos os trabalhos científicos. Hoje essa equipe tem apenas dois pesquisadores, já com tempo para se aposentarem.

Continuar lendo O desmonte do Instituto Agronômico de Campinas

Rossetto: MLCT&I desestimula o cientista a produzir resultados públicos

O pesquisador aposentado e membro do conselho da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC), Carlos Jorge Rossetto foi entrevistado pelo jornalista Mathias Rodrigues, do ANDES-SN, para analisar as consequências da Lei Nº 13.243/16, conhecida como Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação (MLCT&I). Além das consequências nefastas para a pesquisa pública em geral, Rossetto também apontou impactos para a agricultura. Confira a entrevista, na íntegra:

Continuar lendo Rossetto: MLCT&I desestimula o cientista a produzir resultados públicos