Artigo: Alertas quanto à proposta de política de inovação da Unicamp

Por Wagner Romão (professor Instituto de Filosofia e Ciências Humanas – IFCH e presidente da ADunicamp) e Renato Dagnino (professor do Instituto de Geociências – IG)

A reunião do Conselho Universitário do dia 26 de novembro irá examinar (e, eventualmente, aprovar) uma proposta de Política Institucional de Inovação que merece, dado seus potenciais impactos, uma rigorosa avaliação por parte de nossa comunidade. Continuar lendo Artigo: Alertas quanto à proposta de política de inovação da Unicamp

Periódicos de Medicina Tropical/Doenças Infecciosas e Parasitárias alinham-se às práticas editoriais da ciência aberta

SciELO em Perspectiva

Por Adeilton Alves Brandão, Benedito Barraviera e Dalmo Correia

Premida pela necessidade de facilitar o acesso aos artigos publicados e disseminar amplamente os avanços científicos a todos os interessados, a comunidade científica internacional promoveu, a partir da última década do século 20, várias iniciativas que resultaram em mudanças tanto na forma como os periódicos científicos publicam os seus artigos, quanto na estrutura e na organização do meio editorial científico. Estas iniciativas igualmente explicitaram a urgência de se implementar práticas que resultem em mais transparência nos processos editoriais, com impacto direto na denominada “certificação” da qualidade dos manuscritos científicos por meio da avaliação por pares. Continuar lendo Periódicos de Medicina Tropical/Doenças Infecciosas e Parasitárias alinham-se às práticas editoriais da ciência aberta

ÊXodo sindical – OS SINDICATOS EM CRISE

Por Rogério Bezerra da Silva

Dados divulgados recentemente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) comprovam: os sindicatos estão em crise.
Veja no Gráfico 1, como a taxa de sindicalização caiu muito no Brasil, de 2012 a 2017. Em 2012, a taxa de sindicalização das pessoas ocupadas estava em 16,2%. Já em 2017, essa taxa foi de 14,4%, uma queda de 11% em relação a 2012. Continuar lendo ÊXodo sindical – OS SINDICATOS EM CRISE

Future-se e o aporte de recursos de empresas

por Renato Dagnino; Wagner Romão; e Rogério Bezerra. Publicado em Le Monde Diplomatique Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante apresentação do programa “Future-se”. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A proposta do governo é que as IFES diminuam seu custo mediante a “captação de recursos próprios” que adviriam de uma “maior interação com o setor empresarial para atividades de inovação”. Essencial para isso seria a “criação de um ecossistema de inovação pujante nas IFES, possibilitando que trabalhem com maior foco em inovação e em parceria com empresas”. Continuar lendo Future-se e o aporte de recursos de empresas

Artigo: Comunicação pública, mais um tiro na democracia, alvejada sem resistência

Por Laurindo Lalo Leal

Uma das primeiras medidas do governo golpista ao tomar o poder em 2016 foi a de acabar com a comunicação pública no Brasil. Através de medida provisória, transformou a EBC em empresa estatal extinguindo para isso o seu Conselho Curador, órgão máximo da empresa, formado por 22 pessoas, sendo 15 indicadas pela sociedade, quatro representantes do governo federal, um da Câmara dos Deputados, um do Senado e um dos funcionários.

Continuar lendo Artigo: Comunicação pública, mais um tiro na democracia, alvejada sem resistência

‘Escola sem Partido’ propõe institucionalizar censura e perseguição nas salas de aula

ADunicamp

Em conturbada tramitação no Congresso Nacional, o Projeto de Lei PL 7180/14, conhecido como “Escola sem Partido”, é uma das principais bandeiras da área educacional acenadas à população pelas forças conservadoras que emergiram no país nos últimos anos. A ideia do “Escola sem Partido” foi cunhada originalmente, em 2003, pelo advogado Miguel Nagib, procurador do Estado de São Paulo em Brasília e ex-assessor de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O texto proposto por ele, que serviria de orientação para o Projeto de Lei elaborado pelo deputado federal Erivelton Santana (PATRIOTA-BA) e encaminhado na Câmara em 2014 pelo seu relator, o deputado federal Flávio Bolsonaro (PSC-SP), filho mais velho do presidente eleito Jair Bolsonaro, dizia combater o que chamava de “doutrinação ideológica” nas escolas.

Continuar lendo ‘Escola sem Partido’ propõe institucionalizar censura e perseguição nas salas de aula

A Vale precisa ser pública!

 

Por Paulo Kliass

A criação da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) foi mais uma das muitas decisões estratégicas adotadas por Getúlio Vargas. Com um projeto bastante definido a respeito dos rumos de um desenvolvimento nacional autônomo, ele deixou um legado fundamental para o futuro da sociedade brasileira. A constituição de uma empresa pública federal para se ocupar da exploração da riqueza do subsolo (em especial o minério de ferro) ocorreu mais de uma década antes do lançamento da Petrobrás.

Continuar lendo A Vale precisa ser pública!